A História da computação em nuvem

O IDC Salesforce Economy Study apontou que em 2019 haverá um investimento mundial de US$ 138 bilhões (+17,94% a mais que no último ano) na área de computação em nuvem e em 2020 de US$ 162 bilhões (+17,39%).

Se a história da computação em nuvem fosse um livro, os dados mencionados seriam, por enquanto, um dos desfechos desta história… mas isso nos faz pensar: qual teria sido o seu prefácio? Você sabe por onde começou tudo isso? Se liga nesse post que vamos te contar tudo!


A Origem: Os pioneiros no conceito de ”Cloud Computing” (1960)

 John McCarthy

Em Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, em 1961, as ideias do americano foram apresentadas através de um conceito que ficou conhecido como “Utility Computing” que abrangia as ideias de que deveria ser paga a internet apenas em relação ao quanto consumia e a ideia do uso compartilhado do computador de forma simultânea por dois ou mais usuários.

Joseph Carl Robnett Licklider

Criador da rede Arpanet, conhecida como a “mãe” da internet,  ele tinha a ambição de criar uma plataforma de compartilhamento de dados Globais.


Você acha virtualização um conceito novo? Nada disso. Ela começou muito antes de você nascer, por volta de 1972 com a IBM

A IBM lançou um sistema operacional (SO) chamado sistema operacional de Máquina Virtual (VM). A virtualização descreve um computador virtual que age exatamente como um computador real, com um sistema totalmente operacional. O conceito evoluiu com a Internet e as empresas começaram a oferecer redes privadas “virtuais” como um serviço alugável, levando ao desenvolvimento da moderna infraestrutura de computação em nuvem nos anos 90.


A origem do termo “nuvem” (1997)

Ramnath Chellappa

O Doutor conceituou – pela primeira vez no mundo em uma palestra em Dallas – o termo ”Cloud Computing”.


A força da nuvem (2006) – Amazon

A Amazon lançou um conjunto de serviços que incluía armazenamento, computação e inteligência humana, tudo baseado em nuvem. Anos depois lançou a Amazon EC2/S3, primeiro serviço de infraestrutura de computação em nuvem amplamente acessível. Crescimento no Brasil entre 2018-2020


A partir deste ponto da história, a computação em nuvem ganhou proporções mundiais e tornou-se um dos setores com mais investimento no mercado.

Hoje, os investimentos nos principais setores do mercado de infraestrutura em TI no Brasil, ultrapassam os 25 bilhões: Infraestrutura como serviço (IaaS): R$ 12,4 bilhões; Software como serviço (SaaS): R$ 12,3 bilhões; Plataforma como serviço (PaaS): R$ 4,3 bilhões.


O termo Cloud parece ser novo, mas como você viu acima, há décadas os profissionais de TI já imaginavam como seriam os datacenters e a computação do futuro. Precisamos entender, evoluir e conhecer Cloud. Conceitos mudam a cada hora, e a evolução está ai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *