Ransomware e Veeam – Será que o profissional de TI sabe mesmo se defender?

“Embora fosse a Chefe de Operações que tivesse aberto a porta, não houve acusações. ” – Funcionário do caso da start-up européia.

Sim, o Chefe de Operações! Teoricamente a pessoa que deveria ser a mais bem preparada para identificar algo errado, não identificou. E você acredita que saberia identificar um Ransomware?

Resultado de imagem para ransomware

Sim, nós já sabemos que um profissional de TI sabe usar antivírus, aprendeu identificar algum e-mail suspeito ou acessar sites seguros, mas e nossos usuários?

Por que será que a Telefónica, maior empresa de telecomunicações da Espanha e dona da Vivo no Brasil, teve cerca de 85% dos computadores infectados com o ransomware e 500 mil euros pedidos para o resgate dos dados? Será que eles não tinham funcionários competentes?

Esse tipo de ameaça está dominando as noticias no mundo de tecnologia e afetando as operações de empresas, sejam elas pequenas ou gigantes. Os ataques estão se modernizando e agora a nova onda é solicitar pagamento de resgate de seus dados através de criptomoedas, tornando dificio o rastreio desses hackers.

A seguir veja as maneiras corretas de identificar quando um ataque esta para começar e como impedir;

  1. Manter os sistemas operacionais originais (Windows, por exemplo) sempre atualizados.
  2. Manter um sistema de antivírus pago.
  3. Fazer campanhas de conscientização com os funcionários para que não acessem páginas web, não abram e-mails, não cliquem em links e não baixem programas suspeitos.
  4. Manter um sistema firewall.
  5. Tenha cuidado com mensagens e links suspeitos
  6. Baixe softwares e aplicativos em fontes confiáveis
  7. Faça backup de arquivos regularmente

Ah mas no Brasil não é tão comum ataques de Ransomware? O Brasil é o sétimo país com mais invasões de hackers do mundo!

Resultado de imagem para ransomware brasil

Em ambientes de servidores e Datacenters, a Veeam Software e seus produtos auxiliam o profissional e as empresas a garantirem a integridade de seus sistemas através da regra 3-2-1, desempenhando um papel importante. De acordo com esta regra, 3 cópias dos dados da empresa devem ser salvos em 2 mídias diferentes, com 1 cópia em local externo.

A arquitetura de backup recomendada pela Veeam garante que um dispositivo de storage de backup primário, seja usado para processos de backup rápido e restauração. Os backups são então copiados para um dispositivo de storage de backup secundário, usando uma tarefa de cópia de backup, podendo ser para tradicionais fitas ou Cloud Connect.

Cloud Connect é uma proteção completa off-site, ofertada pela Pláttano Technologies. Aqui, backups são obtidos por meio da mesma tarefa de cópia de backup e enviados automaticamente para nossa infraestrutura de Cloud, protegendo sua informação.

Nosso foco é ajudá-lo a melhorar consideravelmente a proteção contra ataques e perda de dados por ransomware para que seus backups permaneçam protegidos contra infecções. Sempre se certifique de que seus repositórios de backup da Veeam locais estejam protegidos, e garanta que seus backups também sejam exportados com regularidade de modo que os dados não possam ser acessados diretamente. Seguindo essas idéias, você protegerá o seu ambiente contra a propagação de malware, como CyptoLocker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *